quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Um lugar chamado Autorama

Eu sei que ta todo mundo curioso querendo saber a história do anão mas antes disso preciso contar o que me aconteceu ontem a noite.
Quem me acompanha no twitter (@PatCamargoX me add aí gatinha!), ja sabe da história, mas eu preciso dividir com os seguidores do blog que são twitterless.
Foi o seguinte, minhas amigas cariocas chegaram, as queridíssimas Isabela e Amelinha. A programação da semana foi intensa e ontem era dia de ir ao karaokê.
A Amelinha queria muito ir a Bienal mas só começa dia 25 e elas foram embora hoje.
Bom, ontem tinha um coquetel super uber, private, hiper e nós conseguimos ingressos e fomos. Sorry periferia!!
No convite tinhas as instruções, a entrada era pelo Portão 3.
Parti, Bienal!!
Chegamos no Ibirapuera, eu e Ana Roges, as cariocas tava indo de táxi.
Entramos pelo Portão 3 e seguimos o fluxo...
Sim, porque eu sou uma pessoa de seguir fluxos, eu acho que toda maioria está indo pra onde eu quero e por isso o fluxo tem sempre razão.
Porra nenhuma!!!
O fluxo se dirigia para um lugar estranho, cheio de moços fortes.
Nisso a Ana grita : TA ERRADO, NÓS CAÍMOS NO AUTORAMA!!!
E eu lá sabia que porra era Autorama? na minha terra Autorama é aquele brinquedo de pista de corrida.
O Autorama é um lugar de garotos de programas, michês, whatever...lugar de prostitutos.
Os caras ficam lá, encostados nos carros e esse filho da mãe desse fluxo que eu seguia são os possíveis clientes que passam de carro e entram numa rua e na outra do estacionamento.
Ficam fazendo zigue zague por lá, e eu seguindo eles.
E entrei em pânico, não conseguia sair daquele lugar.
Ainda bem que meu carro tem vidro escuro, mas não é blindado.E se os moços fossem violentos?
Depois de rodar por umas 3 fileiras do estacionamento descobri a saída.
Era a liberdade , mas na nossa frente tinha um michê, pois é, tinha um michê na nossa frente.
E eu não sei o que aquele desgraçado achou que a gente queria ali mas ele abriu o zíper da calça, e botou o pinto pra fora.
E ficou olhando pra gente enquanto eu tentava passar por cima do tarado do carro da frente.
Gente, que trauma, que lugar deprimente, que horror.
Descobri que foi a Marta Suplicy que fez aquele lugar. A troco do que Marta? Me dá uma explicação plausível, por favor.
Então foi isso, to traumatizada até hoje.
Amanhã conto a história do anão.

12 comentários:

  1. ahaahaha Adoro suas histórias! Não conhecia esse autotama, para mim era coisa de carro mesmo! Fiquei curiosa com o lugar agora rs bjssss

    ResponderExcluir
  2. Diretamente de um bar, em Mazatlan, México, tomando um suco de Laranja com Limonada geladissima.... (pq, obrigação, eu não tenho nenhuma)

    Gataaaaa... Batia cartão horrores no autorama! hahaha ALOOOOKAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!! Mas eh babado lá.. realmente, tem um povo que apela!! Mas tb depende muito do horario! Muito povo do bem vai lá antes de ir pra balada.. so pra conversar mesmo.. pra ferver, botar o som bem alto no carro e bater cabelo... sem putaria... e quem está procurando putaria, vai lá pro fundo no matinho.. aonde a gente chama de morro dos macacos! hahaha... mas naum sei como está agora... faz uns bons 4 anos que eu non passo por lá.. pq agora eu sou RYCA! rsrsrsrssrsrsrsrrs... mas dava tudo pra ver a cara de vocês passando pelo autorama! hahahahaha... teve uma vez que eu e mais um pessoal fomos pra Bienal de Arquitetura e caimos tb no Autorama.. hahaha.. meus amigos passados e eu lá de guia turístico explicando os babados... me senti no simba-safari! baaaafo!!!

    Bjoooooon

    ResponderExcluir
  3. Aqui na minha terra autorama é aquele negocio de carros mesmo.
    Pat vc anda se traumatizando demais. Mas, fala aí, o trauma do rapaz era tipo"trauma afro-descendente, trauma na média ou trauma japonês?
    E aonde é que tava a Doutora Foligata numa hora dessas? Sei lá né, ela bem que pode ajudar com essas coisas traumatizantes, ela deve ter uma receita para isso.

    ResponderExcluir
  4. Sei, agora já entendi a estória do anão, não precisa mais explicar!..rsrs

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Epaaa, menina o Anomimo sou eu. Não entendi como não saiu meu nome. Mas o IP não mente.
    Emfim, que bom que vc já teve ajuda profissional.

    ResponderExcluir
  7. Já tinha rido no twitter e passae aqui pra rir mais agora! Vc é mto engraçada! Calma que vc recupera! Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Pat, vc é muito engraçada, vc e a Doc me matam de rir, eu sinceramente não sei o que faria huahauahua, qdo li "Autorama" achei que fosse a pista de corrida e pensei a Pat voltou a ser criança huahauahaau!!!!Quem sabe um dia iremos nos encontrar em Búzios e falar mal do povo?hahahaah, bjs,Va.

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkkkkk nao to aguentando de tanto rir.

    ResponderExcluir
  10. Eu amo o seu blog, visito sempre o seu twitter(apesar de eu não ter um), me divirto muito com as suas histórias...vc é muito legal..bjão
    Carol Azevedo

    ResponderExcluir
  11. Eu me diverti muito !!!! Mais uma historia pra contar !!! Hahaha !!!

    ResponderExcluir

Comenta, mas não ofende tá?